Decisão que não aprecia mérito não gera impedimento por parentesco entre magistrados

O fato de um magistrado proferir decisão sem apreciação de mérito não impede que seu cônjuge ou parente, também magistrado, possa atuar nas fases seguintes do processo. O entendimento é da 3ª turma do STJ.

Leia mais em: http://www.migalhas.com.br/Quentes/17,MI265646,41046-Decisao+que+nao+aprecia+merito+nao+gera+impedimento+por+parentesco